.: Prefeitura De Araguaina :.
Sábado, 30 De Maio De 2020 |    CLIMA: Sol e aumento de nuvens de manha. Pancadas de chuva a tarde e a noite. | Mínima: 22ºC | Máxima: 32 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Internações por acidente de trânsito caem pela metade desde criação da ASTT

Publicado: Data: 31/12/2019 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Trabalho de orientação, engenharia e fiscalização em Araguaína contribuiu para 10 anos a menos nos leitos pagos com dinheiro público nos hospitais, totalizando menos 3.528 dias

Por Marcelo Martin - Foto: Marcos Sandes/Ascom

Desde 2015, internações e mortes em hospitais ocorridas por acidentes de trânsito, em Araguaína, apresentam queda progressiva e, em 2019, já caíram pela metade. A diminuição iniciou no ano em que a Prefeitura de Araguaína criou a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (AMTT). A informação é do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), com dados consolidados de janeiro a outubro.
 
A redução contribuiu para a desocupação dos hospitais. No comparativo, foram 10 anos a menos nos leitos pagos com dinheiro público, totalizando menos 3.528 dias de permanência dos acidentados nos leitos. Em número totais, eram 9.047 e agora são 5.519 dias de permanência, por ano, incluindo ocupações na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).
 
Internações
De acordo os dados, em 2015 foram registradas 809 internações no período citado, enquanto neste ano o número foi de 407. Para o diretor-presidente da agência, Fábio Astolfi, a diminuição é resultado da organização municipal, com apoio de outros órgãos que atuam na área. “O trabalho conjunto vem se consolidando no decorrer da gestão Ronaldo Dimas e é importante ressaltar que o trânsito é formado pelo tripé fiscalização, engenharia e educação”, afirmou.
 
Até outubro de 2019, foram menos 33% de internações por acidentes no comparativo ao mesmo período de 2018, sendo a maior queda anual desde 2015. “Há uma crescente conscientização da população araguainense. Como o maior respeito dos condutores que aguardam os pedestres atravessarem na faixa e sinalizarem neste sentido. É evidente que nem todos respeitam, mas estes são a minoria”, exemplificou Astolfi.
 
Mortes
Proporcionalmente aos acidentes, as estatísticas de mortes de pessoas que foram encaminhadas aos hospitais após acidentes no trânsito também mostram redução pela metade. São menos 58,3%, saindo de 24 para 10 mortes. Os dados também correspondem ao período de janeiro a outubro, comparando os anos de 2015 e 2019.
 
Custos hospitalares
Tudo isto incide ainda em diminuição por mais da metade do investimento do SUS no tratamento dos acidentados. Os gastos totais até outubro deste ano são R$ 738 mil menor em relação ao período de 2015. Passaram R$ 1.299.352,79 para R$ 560.640,39, o que corresponde a 43% do valor inicial.
 
Segurança armada
A intensão do prefeito Ronaldo Dimas em transformar a agência em também uma guarda armada levou o órgão municipal a alterar o nome para Agência de Segurança, Transporte e Trânsito. Já planejada desde 2017, a Guarda Municipal (GM) de Araguaína foi anunciada neste ano e será implantada já em 2020.
 
Realizada com recurso na ordem de R$ 17,5 milhões, destinados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública a partir de emenda do deputado federal Tiago Dimas, o projeto contempla a construção da nova sede da ASTT, no antigo Tiro de Guerra, onde ficarão também a GM, Centro de Controle Operacional  e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Publicado: Data: 31/12/2019 Autor:Ascom







voltar