.: Prefeitura De Araguaina :.
Quinta-feira, 27 De Fevereiro De 2020 |    CLIMA: Sol e aumento de nuvens de manha. Pancadas de chuva a tarde e a noite. | Mínima: 22ºC | Máxima: 31 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista  


campanhas





NOTÍCIAS

Anel Viário é tema de reunião entre Ronaldo e ministro dos Transportes em Brasília

Publicado: Data: 06/02/2014 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

O projeto orçado em R$ 60 milhões terá 54 km de extensão entorno da zona urbana de Araguaína. Apoio da bancada tocantinense em Brasília contribui no avanço das negociações.

 

Na manhã desta quinta-feira, 6 de fevereiro, o prefeito Ronaldo Dimas cumpriu agenda de trabalho em Brasília e reuniu-se com o Ministro dos Transportes, César Borges, para tratar sobre a liberação da emenda de R$ 60 milhões para a construção do Anel Viário em Araguaína. A emenda tem a mediação direta do deputado federal Eduardo Gomes. “E também tivemos o apoio fundamental da bancada tocantinense aqui na Câmara Federal e no Senado”, comentou Dimas. Participaram do encontro os senadores Vicentinho e Ataídes Oliveira, além dos deputados federais Dorinha Seabra e Ângelo Agnolin.

De acordo com o prefeito, a negociação com o Governo Federal evoluiu bem e a próxima fase será de licitação para elaboração do projeto. “Esse custo ficará sob responsabilidade do município, algo em torno de R$ 150 mil. Depois disso, encaminharemos o projeto para o Ministério via DNIT”, explicou Ronaldo. O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) também ficará responsável por licitar a obra pelo Regime Diferenciado de Contratação, que dá mais agilidade ao processo, em média de 60 dias.

 

Anel Viário

 

A obra, prevista para ter aproximadamente 54 km de extensão, será construída em torno de toda a zona urbana da cidade. O intuito é desafogar o trânsito de veículos pesados – ônibus e caminhões – fazendo a ligação da BR 153 com as rodovias estaduais. “Outro ponto fundamental será o disciplinamento da ocupação da cidade. Nada poderá ser construído do outro lado do anel viário para proteger as áreas de preservação”, informa Ronaldo.

 

Publicado: Data: 06/02/2014 Autor:Ascom







voltar