.: Prefeitura De Araguaina :.
Segunda-feira, 27 De Maio De 2019 |    CLIMA: Sol e aumento de nuvens de manha. Pancadas de chuva a tarde e a noite. | Mínima: 22ºC | Máxima: 33 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista  

campanhas





NOTÍCIAS

Horta com pneus usados é opção para produção doméstica de alimentos

Publicado: Data: 10/05/2019 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Além de sustentável, o modelo proporciona manuseio das hortaliças em pé, evitando lesões na coluna e joelhos; técnicos explicam sua elaboração, da estrutura ao preparo da terra

Por Marcelo Martin - Foto: Marcos Sandes/Ascom

Produzir as próprias hortaliças é uma opção para consumir alimentos mais frescos e sem agrotóxicos, que pode ser realizada mesmo sem investimentos em estrutura ou área para o plantio no solo. Um dos modelos possíveis dentro desses critérios é utilizar pneus usados como vaso, o que além de ser uma reutilização sustentável, se empilhados proporcionam o manuseio em pé, evitando lesões na coluna e joelhos.
 
Esse conhecimento está sendo levado pelo Departamento Municipal de Educação Ambiental, por meio do Projeto Minha Escola Verde, para os pais dos alunos das unidades de ensino públicas municipais.
 
O objetivo é demonstrar como funciona a horta existente na escola e incentivar o cultivo de hortaliças em casa. Além dos pneus usados, o modelo usa água expelida pelo ar-condicionado para regar. A Escola Municipal Doutor Cesar Belmino Evangelista, no Setor Tereza Hilário Ribeiro, foi a primeira a receber a oficina, no último dia 30.
 
Como reproduzir o modelo?
O coordenador de Educação Ambiental da Prefeitura, Francisco Tibério Dias, explica que o primeiro passo é juntar três pneus de aro 14 ou 15, preenchendo com terra suficiente para deixar o conteúdo bem compacto. “Essa será a coluna da horta, então, temos que deixar bem firme para não tombar”.
 
O próximo passo é preparar um pneu comum de aro 16, 17 ou 18 como bacia para o plantio. “Com uma faca ou furadeira tem que fazer furos no lado que ficará para baixo, isso para que a água escorra e não acumule, causando o apodrecimento da raiz da hortaliça”, alerta Tibério. O lado que ficará para cima também precisa ser adaptado com uma faca, retirando a parede lateral.
 
Para garantir a passagem de água é necessário colocar uma camada de brita ou cacos de telha. “Não pode ser cacos de tijolo porque dissolvem e entopem os furos”, lembra o coordenador. O sistema de drenagem precisa ainda de uma manta que seja fina o suficiente para passagem da água e segure a terra preparada, como um saco de estopa, mosquiteiro ou sombreamento.
 
Preparo da terra, plantio e irrigação
Com a estrutura já montada, o técnico lembra que a preparação da terra para plantio também é importante. “Não pode ser só terra porque endurece fácil. Então, coloque 40% de terra e 40% de areia”. Os demais 20% devem ser adubo, como esterco. “O esterco misturado na terra precisa ser lavado antes de misturar e renovado a cada replantio”.
 
Ele ainda explica que é preciso prestar atenção na caraterística de plantio de cada hortaliça. “Cada variedade tem uma profundidade ideal que, geralmente, está indicada no pacote das sementes”. Também diz que o certo é regar duas vezes ao dia, de manhã e de tardezinha. “A horta precisa de sol, mas não em local em que o sol bata o dia todo”.
 
Uma opção sustentável para irrigar a horta é utilizar a água expelida pelo ar-condicionado, colocando o cano de drenagem para desaguar em latão. Um aparelho de 12 mil BTUs produz, em média, um litro de água por hora.

Publicado: Data: 10/05/2019 Autor:Ascom







voltar