.: Prefeitura De Araguaina :.
Quarta-feira, 27 De Maio De 2020 |    CLIMA: Sol com muitas nuvens. Pancadas de chuva a tarde e a noite. | Mínima: 22ºC | Máxima: 29 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Site Covid-19



campanhas





NOTÍCIAS

Campanha Setembro Amarelo inicia reta final em Araguaína

Publicado: Data: 24/09/2018 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Palestras e rodas de conversa serão realizadas durante toda a semana; a campanha encerra na próxima sexta-feira, 28, com o 2º Fórum “Quebrando o Silêncio”

Texto e foto: Marcelo Martin/Ascom

Na última semana do mês, a campanha Setembro Amarelo entra em sua reta final. Ao longo de toda a semana serão realizadas diversas ações, como palestras e rodas de conversa pela prevenção ao suicídio e valorização da vida em escolas, Unidade Básica de Saúde (UBS) e Centro do Convivência do Idoso. O encerramento da campanha será no dia 28, com o 2º Fórum “Quebrando o Silêncio”.
 
O Fórum contará com a participação de vários profissionais especialistas em atenção psicossocial e será realizado no auditório da Faculdade Católica Dom Orione (Facdo), no dia 28, a partir das 8 horas.
 
A campanha é articulada pela Prefeitura de Araguaína, por meio da Rede de Atenção Psicossocial (Raps), em parceria com instituições de ensino. Nesta edição, a prioridade é o diálogo direto com jovens de escolas e universidades.
 
Blitz educativa
Na última sexta-feira, 21, membros da Rede de Atenção Psicossocial (Raps) estiveram no cruzamento das avenidas Cônego João Lima e Neblina para realização de uma blitz do Setembro Amarelo.
 
De acordo com a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial – Infantil (Caps 1), Dagma Luzia Carvalho de Sousa, a blitz foi realizada em local e horário de grande movimento para atingir o máximo de pessoas. “É importante sensibilizar a comunidade para ouvir e se interessar pela dor do outro, dor que é silenciosa. É difícil aceitar que um filho tem vontade de se matar, acham que o filho quer chamar atenção, mas na verdade esse é um pedido de socorro”.
 
Além das faixas informativas, foram distribuídos panfletos. A atendente Domingas de Araújo da Silva, 38 anos, foi uma das pessoas que passaram pelo local e receberam o material de divulgação. “Guardar as coisas para si só atrai pensamento ruim, eu sempre desabafo. Às vezes, nem um familiar vai te entender, é bom conversar com alguém do trabalho, por exemplo, pessoas que podem te ouvir”.
 
Núcleo de apoio
Isolamento social e desvalorização da vida são os principais sinais e devem ser sempre valorizados e observados e, se necessário, encaminhar para os serviços de ajuda.
 
O atendimento psicológico e psiquiátrico à comunidade pode ser solicitado a partir de uma consulta nas unidades básicas de saúde (UBS). Identificada a necessidade de acompanhamento, o paciente é encaminhado ao Núcleo de Apoio e Saúde da Família (Nasf) para receber o atendimento necessário.
 
Seja reservado para orientar alguém a procurar ajuda. Se a pessoa for do seu convívio, fique de vigilância para evitar que ela tenha acesso a meios que possam provocar a própria morte. E se apresentar risco imediato, ligue 192 para acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que encaminhará o paciente ao serviço de urgência psiquiátrica do Hospital Regional.
 
Se precisar de alguém para conversar, uma das entidades mais conhecidas e respeitadas na prevenção de suicídio é o Centro de Valorização da Vida (CVV), que conta com serviço de apoio psicológico gratuito por meio do número 188.
 
Agenda das ações
Segunda-feira (Dia 24)
8h30 – Abordagem nas Ações dos Nasf (UBS Dr. Francisco Barbosa de Brito – Rua A esquina c/ Rua L – Vila Aliança)
 
Terça-feira (Dia 25)
8 e 14 horas – Roda de Conversa (Escola Estadual Silvandira S. Lima - Rua 10, 0 - Vila Couto Magalhaes)
8 horas – Abordagem das Ações dos Nasf no Centro de Convivência do Idoso (Rua M, s/n, setor Couto Magalhães)
 
Quarta-feira (Dia 26)
8 e 14 horas – Roda de Conversa (Colégio Estadual de Aplicação – Rua G, s/n - Setor Couto Magalhães)
 
Sexta-feira (Dia 28)
8 horas – 2º Fórum “Quebrando o Silêncio” (Faculdade Católica Dom Orione - Rua Santa Cruz, 557 - St. Central)
15 horas – Roda de Conversa (Escola Estadual José de Assis - Av. José de Brito, 426 - St. Rodoviário)


A ação é uma iniciativa mundial pela prevenção ao suicídio e valorização da vida

Publicado: Data: 24/09/2018 Autor:Ascom







voltar