.: Prefeitura De Araguaina :.
Domingo, 23 De Fevereiro De 2020 |    CLIMA: Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. | Mínima: 23ºC | Máxima: 31 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista  


campanhas





NOTÍCIAS

Dimas diz em fórum que gestão das águas depende de organização urbana

Publicado: Data: 16/12/2016 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

O prefeito de Araguaína foi convidado para participar de roda de entrevistas no evento realizado em Palmas

Durante participação no 13º Fórum das Águas em Palmas, nesta quarta-feira, 15, o prefeito reeleito de Araguaína, Ronaldo Dimas, afirmou que uma gestão eficiente das águas passa, necessariamente, pela organização urbana, que requer uma maior integração entre os poderes e a sociedade. “Este é o grande desafio das cidades e Araguaína tem nas suas águas a sua maior riqueza, com 130 nascentes urbanas”, informou.

Numa roda com especialistas da UFT, Ministério Público, ONGs e da Imprensa, Dimas esclareceu que na revisão do Plano diretor da Cidade a gestão das águas ganhou protagonismo, citando a criação de novos parques contemplando as nascentes e obrigatoriedade de preservação de matas ciliares, independente de medidas. “Vamos preservar todas as matas ciliares existentes, não importando se ocupam 10 ou 100 metros nas margens dos córregos e riachos”, lembrou.

Ronaldo Dimas também destacou a criação da Área de Proteção Ambiental Nascentes de Araguaína, na região do Jacuba, e elencou outras iniciativas que visam a preservar a capacidade produtiva de água da cidade. Ele citou investimentos da cidade em drenagem urbana, que tem ligação direta com a ocupação ordenada da cidade, lembrando os altos custos destes serviços. “Serviço de água é pago, de esgoto é pago, de lixo é pago, mas a drenagem não é paga e torna-se um desafio o seu financiamento”, analisou.

Abordado sobre as deficiências de planejamento que se verifica na maioria dos municípios, Dimas foi enfático: “Nunca se planejou tanto em Araguaína. Ainda não temos recursos para executar todo esse planejamento, mas não são planos apenas para cumprir exigências da legislação, são planos para execução e vitais para o futuro da cidade”, completou.

Publicado: Data: 16/12/2016 Autor:Ascom







voltar