.: Prefeitura De Araguaina :.
Domingo, 23 De Fevereiro De 2020 |    CLIMA: Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora. | Mínima: 23ºC | Máxima: 31 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista  


campanhas





NOTÍCIAS

Dimas fala sobre invasão de áreas públicas e das ações sociais da Prefeitura

Publicado: Data: 04/11/2015 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Famílias que moravam em áreas públicas foram encaminhadas para o Programa Municipal de Habitação Casa Para Quem Precisa

 Por João Neto

Durante o programa semanal de rádio “Fala, Prefeito!” veiculado no último dia 2, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, comentou sobre as ações sociais realizadas pela Prefeitura diante das diversas invasões de áreas públicas que aconteciam na cidade.  Dimas falou também sobre o encaminhamento de mais de 150 famílias para o Programa Municipal de Habitação Casa Para Quem Precisa.

 

“Infelizmente nós temos um histórico, no passado, de muitas ocupações irregulares no Município de Araguaína. Desde que nós assumimos, uma postura clara para preservação e proteção do patrimônio público foi criada. O patrimônio público é de todos”, destacou o prefeito.

 

Ação do Demupe

Ao ser questionado sobre a ação do Departamento Municipal de Postura (Demupe) em demolir construções que foram feitas irregularmente em áreas públicas no Parque Bom Viver, em conjunto com a fiscalização ambiental (Companhia Independente de Polícia Militar Rodoviária e Ambiental), Dimas explicou que as edificações, ainda desabitadas, algumas estavam sendo construídas no meio de ruas e outras em áreas de proteção permanente (APP).

 

Dimas destacou ainda que a atitude do departamento foi correta e que a fiscalização não precisa de autorização do Município para proteger o patrimônio público, já que tem total autonomia para agir nesses momentos. Na localidade ainda restaram duas famílias que construíram irregularmente, mas já estavam morando, nesse caso é necessária ordem judicial e o encaminhamento para programas sociais.

 

Malefícios da ocupação irregular

O prefeito explicou ainda que pode chegar a hora de construir uma escola e descobrir que o terreno foi ocupado irregularmente. “Não dar para esperar que alguma pessoa chegue e fale: ‘Não, isso aqui agora é meu e eu estou ocupando’. Precisamos fazer uma praça e cadê o lugar da praça? Vai fazer uma escola e cadê o lugar da escola? Não, está ocupado, foi invadido; e num caso mais grave ainda, vai fazer a rua e cadê a rua? É impossível alguém que vai construir no meio da rua chegar e falar que não sabia que ali era uma rua?”, falou Dimas.

 

Encaminhamento das famílias

Já foram retiradas de ocupações irregulares mais de 150 famílias, cada uma delas contemplada com uma casa no Residencial Costa Esmeralda ou no Residencial Construindo Sonhos. Mais 200 famílias serão retiradas de outras áreas irregulares e enviadas para o Residencial Lago Azul.

 

O prefeito destacou sobre a entrega de casas que ocorrerá durante o seu mandato. “Vamos entregar mais de cinco mil casas, são aproximadamente 20 mil pessoas que estão saindo da condição de não ter habitação. Não há a menor necessidade de invadir áreas públicas, as pessoas precisam saber que, caso se enquadrem, têm grande possibilidade de serem sorteadas para ter a sua casa própria”, comentou Dimas.

Publicado: Data: 04/11/2015 Autor:Ascom







voltar